mapas infoportugal

Mapas de Turismo: os 5 temas mais procurados

Os mapas turísticos em papel são mais que simples ferramentas de orientação, são um objeto de valor em si que o turista leva como uma recordação do destino que visitou, um souvenir. Para além de informar, os mapas podem contar uma história, sintetizar a oferta turística numa versão resumida de um guia ou apresentar um roteiro de acordo com uma temática. Para além de representar um território, é importante definir o público-alvo e o tipo de informação a apresentar. Dentro da mesma área geográfica existe uma grande quantidade de informação e o sucesso de um mapa reside sobretudo na escolha da informação relevante. A relevância da informação vai depender do tema e do objetivo do mapa, indo ao encontro dos produtos turísticos mais estratégicos para a região. São vários os temas que podemos explorar dentro da oferta turística de um território, que dão origem a um mapa com informação específica.

Partilhamos os 5 temas mais procurados dento dos produtos estratégicos do Turismo:

Mapas de centros históricos

São mapas de grande detalhe, que requerem pormenor da rede viária, em particular das vias pedonais, do desenho da planta dos edifícios com destaque para os monumentos e outros pontos de interesse. Muralhas, fortes, castelos, aquedutos, etc são elementos que devem estar desenhamos, para além de sinalizados, podendo ser mesmo representados em 3D.

O Mapa de Coimbra é um excelente exemplo de centro histórico com destaque para os monumentos que integram o Património UNESCO:

Os Mapas dos Caminhos de Torres contemplaram 22 mapas de Centros Históricos ao longo deste novo Caminho de Santiago:

O Mapa do Centro Histórico da Batalha foca-se no Mosteiro da Batalha, enquadrado nos restantes Monumentos de Património UNESCO do Centro de Portugal:

Mapas concelhios

Os mapas de concelho são uma peça de comunicação fundamental para todas as câmaras municipais e podem assumir vários estilos e formatos, dependendo da estratégia de comunicação do município. Tipicamente são mapas com menos detalhe que um mapa de cidade por abranger um território maior, mas que deve destacar os pontos de interesse turísticos e os serviços municipais.  Os acessos e as distâncias aos grandes centros urbanos vizinhos tornam-se relevantes, principalmente para concelhos menos visitados pelos turistas.

A nível de estilos podem-se configurar como um mapa simplificado e minimalista, como acontece com o Mapa de Coruche:

Ou um mapa que evidencia o relevo do território e os recurso de Natureza e Património, tal como acontece com o Mapa de Montalegre:

Ou um mapa ilustrado, como podemos apreciar nos concelhos que integram a marca Montanhas Mágicas:

Aouca
Server do Vouga
São Pedro do Sul
Castelo de Paiva

O Mapa ilustrado do concelho de Portel, que se foca no Turismo de Natureza e Património:

Mapas de rotas e percursos pedestres

O Turismo de Natureza, aliando ao walking e cycling são temáticas com cada vez mais procura nos últimos anos e tem sido um grande investimento por parte dos municípios e outras entidades turísticas territoriais, criar infra-estruturas e sinalização de redes de percursos e grandes rotas. A Coleção dos Guias Transalentejo apresenta um total de 47 Mapas de Percursos Pedestres e 4 mapas de enquadramento no território e são ótimos exemplos de como é importante que estes mapas destaquem de forma clara o traçado do percurso:

O perfil de altimetria, as curvas de nível e os marcos geodésicos são também informações relevantes para esta temática, pois ajudam a descrever melhor o terreno a percorrer:

Mapas com roteiros de Gastronomia e Enoturismo

Cada vez mais a Gastronomia e o Enoturismo são valorizados como forma de experiência cultural de um destino turístico, aumentando a procura pela gastronomia tradicional de cada região. Não só os chefs e a cozinha de autor estão na moda, mas também os pratos típicos e produtos endógenos são revitalizados e conservados, dando origem a diversas rotas de visitação, tal como acontece no mapa dos roteiros eno-gastronómicos “Da Terra à Mesa” do Turismo do Alentejo:

Mapas de Touring Cultural

Os mapas podem apresentar um circuito de visitação a espaços culturais e de interesse turístico. Para o Touring Cultural a oferta turística deve ser estruturada como uma experiência all inclusive, em que se destacam os locais a visitar agregados num roteiro turístico, mas também são incluídos todos os serviços associados à estadia, embora identificados como pontos complementares ao circuito. Aqui, os transportes, a restauração, os alojamentos, postos de turismo e outros serviços devem estar sinalizado, sendo este tipo do mapa um dos mais completos para apresentar um destino turístico. A coleção de Mapas da Madeira são um exemplo perfeito em que a ilustração do relevo, da fauna e da flora e a modelação 3D dos principais monumentos dão cor e impacto visual aos roteiros turísticos dos locais mais relevantes para os turistas:

Cada vez mais há um maior investimento no design, iconografia e sinalética. O design e a criatividade tornam-se um forte aliado à Cartografia, conseguindo soluções diferenciadoras e visualmente apelativas. Depois do conteúdo selecionado e produzido, é fundamental encontrar a forma mais adequada para o apresentar. Um design deve ser intencional e funcional, proporcionando a melhor leitura da informação do mapa e uma experiência visualmente agradável.

A InfoPortugal consegue um produto chave-na-mão, com a garantia de rigor da Cartografia, um Design atrativo e funcional com uma forte componente de ilustração, e também os conteúdos, sejam pontos de interesse da nossa base de dados geográficos ou produção de textos.

São várias a entidades de Turismo que nos confiam a produção de mapas turísticos e outras plataformas de Turismo, com experiência comprovada no nosso vasto portfolio. Se estiver interessado nos nossos mapas ou outras Soluções de Turismo, peça um orçamento.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.