A aplicação dos SIG no sector da Energia

Os SIG (Sistemas de Informação Geográfica) assumem uma enorme importância na atualidade. Estes sistemas auxiliam-nos em tarefas de comparação e análise de tipos diferentes de informação. Informação sobre pessoas, como distribuição da população e nível de educação; Informações territoriais, como localização de rios, terrenos agrícolas, diferentes tipos de vegetação e solo; Ou mesmo informações de infraestruturas como a posição de fábricas, escolas, saneamento, estradas e linhas de energia elétrica.

É através dos Sistemas de Informação Geográfica que é possível proceder à gestão dos dados de uma empresa ou instituição. Estes dados, mesmo sendo provenientes de múltiplas e distintas áreas, irão suprir a entidade de informações de forma coerente, centralizada e acessível a todos os seus elementos.

Cartografia Topográfica: Valor Utilização Atual

Na Cartografia Topográfica as especificações técnicas utilizadas para a identificação e caracterização dos objetos geográficos tem uma enorme importância. As regras acordadas relativas a estas nomenclaturas determinam não só a informação que é recolhida mas também a sua finalidade. A recolha e o emprego desta informação é de grande interesse para a administração pública central e local, produtores ou simplesmente utilizadores de informação geográfica.

Geocaching

Geocaching

Quando se fala em Sistemas de Informação Geográfica pensamos em ferramentas científicas e pragmáticas. Os SIG’s são associados a um caráter prático pois destinam-se, na generalidade, a assegurar o funcionamento de outras tarefas igualmente objetivas. Tarefas essas como planeamento urbano, rastreio de objetos ou mesmo análise geoespacial.

Mas poderá uma tecnologia tão prática e objetiva ser também lúdica? O Geocaching busca justamente esse objetivo. Esta é uma atividade ao ar livre onde os participantes, com a ajuda de um dispositivo GPS, procuram descobrir pequenos contentores ou “caches” escondidos.

O Nascimento da Análise Geo Espacial

A Análise Geo Espacial trata-se de uma área em crescimento, profundamente enraizada na evolução tecnológica.

Dia Mundial dos SIG

O primeiro Dia Mundial dos SIG foi comemorado em 1999, a 19 de novembro durante a Semana de Consciência Geográfica. Não se trata apenas de um evento, é um movimento global que celebra as tecnologias de Sistemas de Informação Geográfica. Hoje em dia é festejado por estudantes, professores, famílias, escolas e várias organizações em todo o mundo.

Inteligência Geográfica

Inteligência Geográfica

Um SIG bem estruturado e com as camadas de informação certas é a base essencial para os diferentes usos na área do Planeamento do território, nomeadamente: Planos Diretores Municipais, Planos de Urbanismo, Planos de Pormenor, mapas de ruído, planos de emergência, gestão de riscos (incêndios, cheias, etc…).

Tracking

Tracking – Vantagens dos Sistemas de Rastreio

A InfoPortugal dispõe de um elevado know-how nas várias tecnologias e metodologias de soluções de localização e larga experiência na implementação de projetos de diferentes escalas.

Base Dados Geográficos

Base de dados geográficos: Aplicações em Geocoding, Webmapping e Navegação

A InfoPortugal tem a maior e mais completa base de dados de eixos de via, toponímia e informação de navegação que pode encontrar em Portugal continental e ilhas, com informação detalhada ao nível das conectividades entre faixas de rodagem, assim como de representação de placas direcionais afetas à navegação.

Serf_driving

A importância dos mapas na condução autónoma

O enorme potencial para aumentar a segurança e a performance na estrada, advirá da qualidade dos mapas a utilizar. E são eles o mais importante elo de ligação para com os veículos autónomos. Constituem um elemento essencial para a próxima revolução da mobilidade. Uma revolução com um enorme impacto sobre todos nós.

Mapa esférico

Mapas esféricos: novas formas de visualizar mapas

O aparecimento de novas tecnologias cria evolução na produção e visualização de mapas. Hoje em dia a principal fonte de informação já não é a imagem recolhida por satélite. O vídeo, LiDAR (uma tecnologia óptica de detecção remota que mede propriedades da luz reflectida) e radar estão a ganhar terreno. No entanto, esta mudança não se limita à forma como a informação é captada. A visualização e interação com os mapas também evoluiu.