Programa de Transformação da Paisagem (PTP)

Portugal detém uma mancha florestal de uma escala considerável.  Estas áreas, muitas vezes de difícil acesso físico, requerem um cuidado próprio e constante. Diversos riscos, como o risco de incêndio florestal, exigem uma intervenção significativa na floresta. Para uma maior eficácia na gestão florestal é fundamental um conhecimento adequado e actualizado da área em questão. A caracterização destas áreas quanto à ocupação do solo, rede viária, superfícies com água e postos de vigia é de extremamente importância. 

5 tipos de mapas

Um mapa pode ser definido simplesmente como uma imagem ou um conjunto de imagens representativas da superfície da Terra. Por norma os mapas servem para representar as características físicas de uma determinada área geográfica tais como o relevo, fronteiras, corpos d’água, localizações de cidades e assim por diante. Mas existem diversos tipos de mapas, cada um com as suas próprias funções e características. Aqui ficam cinco exemplos de mapas distintos.

mapas infoportugal

A utilização da cor nos mapas

O significado das cores nos mapas é mais do que uma questão de gosto ou o simples resultado das ferramentas de design. Uma boa simbologia cromática vai além da sua vertente estética. Podemos dizer que a sua essência reside na sua relação com os dados do mapa.

O uso de cores na cartografia nem sempre foi considerado na distribuição da informação, contudo quando passamos para uma representação em mapa, é importante ter em conta o significado das cores. Esta atribuição consciente da cor veio ajudar na leitura e na interpretação dos mapas.