ortofotomapas-by-infoportugal

Ortofotomapas verdadeiros: Um compromisso entre produtor e cliente

A produção de ortofotomapas é uma técnica relativamente recente na linha do tempo da produção cartográfica. A sua produção em escala só foi possível quando todo o processo fotogramétrico se tornou digital em todas as suas fases.

Os ortofotomapas são um produto cartográfico de excelência, nomeadamente quando se trata de um produto de utilização indispensavél, como base em todos os sistemas de informação geográfica dada a relativa facilidade, rapidez e baixo custo com que podem ser produzidos.

O conceito de ortofotomapa verdadeiro não se colocava até há bem pouco tempo, uma vez que as coberturas aéreas eram executadas a grande altitude e a escala da fotografia era tão pequena que o rebatimento dos edifícios era negligenciável.

Estágio: Aplicação móvel de suporte à completagem de campo

O estágio frequentado na InfoPortugal surgiu no âmbito da unidade curricular de Tese/Dissertação/Estágio do Mestrado de Engenharia Informática do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP).

Modelo Digital de Superfície

Modelo Digital de Superfície, ou MDS, trata-se da representação do relevo do terreno, obtida por Fotogrametria.

Cobertura aérea de fotografia digital pelo Alqueva

No passado mês de outubro, a Infoportugal realizou a cobertura aérea de fotografia digital, com a sua câmara de grande formato, Ultracam Falcon F100, na Área de Influência do EFMA – Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, para Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva (EDIA).

Informação Geográfica: eixos de via e o seu impacto diário nas nossas vidas

O dia-a-dia da maioria das pessoas implica deslocações diárias e repetidas. De casa para o trabalho. Para a escola dos filhos. Para o ginásio. Para casa dos pais. Nessas deslocações partimos do ponto A para o ponto B, sem questionar o percurso, dada a familiaridade das viagens. Longe vão os tempos do “quem tem boca vai a Roma” e por isso, quando temos de chegar a novos endereços contamos com a ajuda de um GPS ou de um mapa, que facilitam o trajeto até ao destino final. É esse o nosso trabalho diário na Infoportugal: tornar essa tarefa simples e rápida

Mapas em fotografia

Quando se fala em fotografia, associamos a captura de momentos, memórias e histórias para contar. No dia-a-dia da fotogrametria a fotografia apresenta-se com uma perspetiva diferente do habitual. Vistas do céu, a bordo de um avião a mais de 12000 mil pés de altitude, percebemos as formas dos telhados, o tamanho dos jardins, a extensão das praias ou a dimensão dos monumentos. Reconhecemos sítios que já visitámos, de um ponto de vista diferente.

Fotorreportagem: Voar Portugal, de norte a sul, num dia

A InfoPortugal propôs-me ser o ‘FlyBoy’ da empresa. Desafio aceite. Nunca tinha imaginado um dia fazer fotografia aérea mas não poderia deixar de aceitar esta nova experiência.
É um trabalho bastante diferente de todos os outros, que me dá o privilégio de observar o país de uma perspetiva diferente.

A complexidade das coisas simples

“Não fazemos a mínima ideia que o nosso telemóvel está a receber micro-ondas provenientes de várias constelações de satélites artificiais, geridos por organizações militares Americanas, Russas e Europeias, em diferentes estados de maturação evolutiva, nem que essas micro-ondas transportam dados de relógios atómicos, e que a nossa localização é calculada em função da velocidade de propagação da onda eletromagnética transportadora do tempo (…)”

Fotografia aérea: a terra vista de cima

A fotografia aérea é um meio privilegiado de observação remota do terreno. É o meio mais utilizado em todo o mundo para obtenção de informação geográfica.

UAVs, DRONEs, VANTs e pombos-correio

UAVs, DRONEs, VANTs e pombos-correios têm em comum o facto de serem objetos voadores não tripulados que voltam a casa sozinhos como que por magia.

Após Nadar em 1858 ter tirado a primeira foto aérea a partir de um balão de ar quente, a fotogrametria aérea nunca mais parou de crescer e evoluir quer ao nível das máquinas fotográficas quer ao nível dos meios aéreos para as transportar.