O potencial dos SIG no Projeto AURORAL

O novo projeto europeu AURORAL (Architecture for Unified Regional and Open digital ecosystems for Rural Areas Large scale application), lançado este ano, está focado nas regiões rurais da Europa. Em Portugal a região que lidera este projeto é a região do Alentejo.

Esta iniciativa parte do princípio que a menor densidade populacional e empresarial torna mais desafiador o desenvolvimento de negócios privados e de serviços públicos nas áreas rurais, impactando negativamente os indicadores socio-económicos.

A União Europeia acredita que se o programa AURORAL implementar nestas regiões um ambiente mais digital será possível incentivar-se o empreendedorismo nestas regiões, de forma a que fiquem em pé de igualdade com as zonas mais urbanas.

No AURORAL defende-se que as áreas rurais são essenciais para se resolverem desafios relativos às mudanças climáticas, aos alimentos, e de energia. Para isso, as áreas que este programa abrange são a saúde e cuidados, conectividade, transporte inteligente e soluções de energiaSendo este um projeto assente fundamentalmente na localização geográfica das regiões rurais é natural que a informação geoespacial e que os serviços de informação geográficos venham a ter um papel preponderante no desenvolvimento desta iniciativa.

De uma forma ou de outra, todas as áreas de intervenção do AURORAL terão de integrar SIG. Por exemplo, o planeamento de transportes inteligentes necessita webmapping, de sistemas de tracking e até mesmo de uma base de dados de cadastro predial. A estruturação  de um sistema energético necessita de cartografia  para poder selecionar as melhores localizações das suas infraestruturas. E até mesmo na área da saúde, que atualmente implementa informação geoespacial para a gestão de grandes quantidades de informação.

A InfoPortugal está atenta às necessidades dos novos mercados cada vez mais tecnológicos e digitais. Estamos em constante evolução para nos mantermos na vanguarda da área dos sistemas de informação geográfica e preparados para dar resposta à demanda cada vez maior destes serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *