Direção Geral do Território disponibiliza Carta de Perigosidade de Incêndios

Chegamos à época do ano em que os fogos rurais são uma realidade que ameaça parte do território nacional. Isto leva a que se despenda uma quantidade muito elevada de recursos financeiros e humanos para combater os efeitos deste cenário. Naturalmente, a prevenção acaba por ser uma estratégia mais eficaz do que a reação. Isto levou à criação da Carta de Perigosidade de Incêndio Rural. Uma medida preventiva face a esta realidade por parte da Direção-Geral do Território que disponibiliza aos municípios e demais entidades envolvidas no Sistema Integrado de Gestão dos Fogos Rurais.

Desenvolver sistemas mais inteligentes para a gestão de resíduos municipais

Vivemos num mundo cada vez mais preocupado com a ecologia e com a sustentabilidade. A gestão de resíduos municipais é um tema fundamental dentro desta área, por isso existe hoje, mais que nunca, um forte desejo de a optimizar. Para isso é preciso, em primeiro lugar, entender que esta atividade é fundamentalmente baseada na geo localização. Assim sendo, é natural que a implementação de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) seja um passo fundamental para melhorar este setor. Os SIG permitem a possibilidade da recolha digital de dados e o acompanhamento em tempo real dos mesmos. Consequentemente isto leva a uma melhoria na administração da informação bem como optimização da força de trabalho dentro do campo dos resíduos municipais.

Geofencing: como usar a inteligência de geolocalização para o seu negócio

Gostaria de poder enviar automaticamente mensagens, campanhas ou notificações para os smartphones do seu público-alvo, potenciais clientes, colaboradores ou parceiros quando estes passam por um determinado local? Isto é possível com a tecnologia de geofencing e entender como esta funciona pode contribuir bastante para o crescimento do seu negócio.

Saiba o que é geofencing e como é que esta tecnologia funciona…

Ponte Global – conexões digitais através dos SIG

A Comissão Europeia (CE) e o alto representante da União para os Negócios Estrangeiros lançaram o projecto Ponte Global (Global Gateway). Trata-se de uma nova estratégia europeia que através de um enorme investimento económico e de recursos humanos pretende promover a conectividade e a interação entre diversas redes globais. É um projeto que tenciona impulsionar relações e conexões digitais entre setores como o da energia, dos transportes, da saúde, educação e da investigação em todo o mundo. 

Infraestruturas Geoespaciais

A informação geoespacial sempre teve um grande impacto ao longo da história. No entanto, tinha as suas limitações devido ao seu caráter analógico. Uma carta topográfica de uma determinada área tinha as suas restrições no que toca à partilha, arquivo e até mesmo na coerência da sua informação relativamente a outros materiais semelhantes. 

A digitalização destes dados veio a aumentar muito o seu potencial e a resolver estas limitações físicas. Dado ao seu caráter digital, os dados geospaciais atualmente ajudam a gerir vastas áreas do território, a prevenir desastres e catástrofes naturais e até mesmo a prever e organizar o comportamento humano. Contudo, o aumento exponencial da quantidade de informação geoespacial que a era da digitalização tem vindo a permitir, a tarefa de gerir, armazenar e partilhar esta informação tornou-se bastante complexa.

Os gémeos digitais e a sua importância para os SIG

Uma das maiores necessidades coletivas que a nossa sociedade apresenta, neste momento, é a capacidade de prever e prevenir futuros eventos. Sejam eles físicos, climatéricos ou mesmo sociais. Antes de comprarmos um carro exigimos que este tenha sido rigorosamente testado. Quando consumimos um produto ou implementamos um plano social precisamos de garantias de que estes irão servir o seu devido propósito. Mas todos os testes necessários para as nossas garantias de segurança são dispendiosos, demorados e limitados.

O avanço das tecnologias digitais e da computação permitiu acelerar exponencialmente os processos de testagem que tanto necessitamos. Uma das grandes ferramentas que ajudam nesta área são os Gémeos Digitais. Mas o que é que isto significa efetivamente?

Aniversário InfoPortugal | 20 anos a mapear o futuro

O mês de agosto é um mês de celebração e este ano é especial porque fazemos 20 anos. Fundada a 26 de agosto de 2001, a InfoPortugal conta com um percurso desafiante, destacando-se pela criação de projetos de grande escala, em várias áreas.

Ao longo destes 20 anos percorremos o país, de norte a sul, para criar a maior e mais completa base de dados geográficos de Portugal. Cruzamos os céus e voamos Portugal, para a produção de fotografia aérea. Implementamos soluções de Turismo, Cartografia e sistemas de informação geográfica. Desenvolvemos software e geramos interatividade. Criamos conteúdos editoriais e multimédia. Entramos no mercado internacional com informação da grelha de televisão para os operadores de tv por cabo, nacionais e internacionais. Produzimos informação de trânsito e base de dados de vias para empresas multinacionais produtoras de soluções GPS.

Aumentar a resiliência e valorizar a economia da floresta portuguesa

O território florestal português corresponde a uma área de bastante importante não só a nível ambiental mas também económico. A recuperação e preservação destas áreas é do interesse geral. Fogos, poluição, desflorestação e abandono são alguns dos factores que criam grande impacto negativo nestas áreas.

Ortofotomapas 3D

Os ortofotomapas são soluções cartográficas largamente utilizadas por serem do ponto de vista económico e de tempo de execução muito vantajosas e de utilização simples e expedita em qualquer software CAD ou SIG. Contudo, a sua grande limitação é o facto de reportarem apenas informação 2D, não permitindo ter informação sobre declives, altura dos edifícios ou cota do terreno.

O potencial dos SIG no Projeto AURORAL

De uma forma ou de outra, todas as áreas de intervenção do AURORAL terão de integrar SIG. Por exemplo, o planeamento de transportes inteligentes necessita webmapping, de sistemas de tracking e até mesmo de uma base de dados de cadastro predial. A estruturação  de um sistema energético necessita de cartografia  para poder selecionar as melhores localizações das suas infraestruturas. E até mesmo na área da saúde, que atualmente implementa informação geoespacial para a gestão de grandes quantidades de informação.