O potencial dos SIG no Projeto AURORAL

De uma forma ou de outra, todas as áreas de intervenção do AURORAL terão de integrar SIG. Por exemplo, o planeamento de transportes inteligentes necessita webmapping, de sistemas de tracking e até mesmo de uma base de dados de cadastro predial. A estruturação  de um sistema energético necessita de cartografia  para poder selecionar as melhores localizações das suas infraestruturas. E até mesmo na área da saúde, que atualmente implementa informação geoespacial para a gestão de grandes quantidades de informação.

Análise de informação tridimensional

O crescimento da importância deste tipo de informação dentro da área dos SIG deve-se bastante ao aparecimento muito significativo de inúmeras formas de criar, mapear e medir informação tridimensionalmente. Modelos digitais de terreno e de superfície, nuvens de pontos, modelos 3D e realidade aumentada são exemplos de formatos que geram dados 3D.

Cidades circulares

O conceito de cidades circulares (CC) é uma nova forma de pensar e construir as cidades. Esta ideia parte do princípio de que as grandes zonas urbanas atualmente são pouco eficientes relativamente aos recursos que usam e insustentáveis a longo prazo. Uma cidade circular pretende essencialmente gerir os os seus recursos de uma forma eficiente.

5 Aplicações de Realidade Aumentada nos SIG

Ao contrário da realidade virtual, que cria na totalidade um mundo artificial à nossa frente, a Realidade Aumentada (RA) permite a percepção do mundo real mas com a adição digital de recursos extra.
Inicialmente esta tecnologia era apenas visível através dos ecrãs dos nossos telefones. Estes, por meio da câmara, registavam imagens às quais eram adicionados os elementos tridimensionais complementares. Atualmente a realidade aumentada já evoluiu para além disso. Em vez de termos de desviar o olhar para um ecrã já podemos utilizar os primeiros dispositivos que podem ser usados tais como simples óculos. Estes dispositivos tendem a ser cada vez mais pequenos, servindo apenas de periférico para os smartphones que fazem o todo o processamento da informação.

Dia Mundial dos SIG

O primeiro Dia Mundial dos SIG foi comemorado em 1999, a 19 de novembro durante a Semana de Consciência Geográfica. Não se trata apenas de um evento, é um movimento global que celebra as tecnologias de Sistemas de Informação Geográfica. Hoje em dia é festejado por estudantes, professores, famílias, escolas e várias organizações em todo o mundo.

gps indoor by infoportugal

EyeVision: técnicas inovadoras de georreferenciação de informação a partir de imagens

O projecto EyeVision, realizado na InfoPortugal em colaboração com Universidade do Minho, em 2015, teve como objetivo desenvolver técnicas inovadoras de georreferenciação de informação a partir de imagens, fotografia e vídeo, utilizando técnicas de visão por computador, tentando colmatar uma lacuna dos sistemas de recolha de informação georreferenciada: a dificuldade de georreferenciar informação dentro de edifícios ou outros locais onde não há sinal de GPS.

Estágio na área de Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território

O estágio curricular efetuado na InfoPortugal, surge no âmbito do meu projeto final de curso como aluno do segundo ano do Mestrado de Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território. O objetivo deste projeto é contribuir para a atualização dos eixos de via na base de dados da InfoPortugal, e simultaneamente obter uma experiência que me permita desenvolver esse mesmo trabalho e que me dê um primeiro contacto profissional na minha área de formação.

sistema-informacao-geográfica-dgtf-by-infportugal

Case Study: Desenvolvimento de Sistema de Informação Geográfica para a Direção-Geral do Tesouro e Finanças (DGFT)

A Direção-Geral do Tesouro e Finanças (DGTF) pretendia obter uma ferramenta de gestão do património imobiliário que permitisse a pesquisa, visualização, impressão e análise de informação sobre os imóveis, representada em mapa.
A InfoPortugal desenvolveu um Sistema de Informação Geográfica conjugado com um sistema que permite uma visão conceptual multidimensional de informação analítica e agregada de uma forma estruturada, em mapa digital (webmapping), através de uma ferramenta de apoio à decisão – Business Intelligence.