Estágio: desenvolvimento de motor de jogo em Realidade Aumentada (RA)

A minha jornada do estágio na InfoPortugal foi uma aventura para unir tecnologia geoespacial e os jogos de forma inovadora. Este artigo conta a história da génese do projeto, das motivações por trás dele, das experiências enriquecedoras que obtive e do espírito colaborativo que deu forma a este percurso empolgante.

Génese e ideia:

A ideia por trás do projeto surgiu do desejo de tornar os mapas turísticos ainda mais incríveis, adicionando realidade aumentada (RA). A missão era criar uma experiência interativa e divertida, fundindo pontos de interesse (POI) georreferenciados da base de dados da InfoPortugal, para criar mapas dinâmicos e layouts de jogos empolgantes.

Motivação:

A força motriz por trás deste projeto ambicioso foi unir a cartografia com a tecnologia de ponta. A motivação estava em despertar a curiosidade, especialmente entre as crianças e jovens, e apresentar uma forma nova e cativante de interagir com mapas, ultrapassando fronteiras convencionais.

Lições Aprendidas:

O meu estágio na InfoPortugal foi uma oportunidade incrível para mergulhar nos detalhes da indústria geoespacial. Envolto num ambiente colaborativo e dinâmico, pude contribuir para o desenvolvimento do motor de jogo de RA, acompanhando a sua evolução desde a concepção até à implementação. Esta experiência proporcionou-me vário insights sobre design de jogos, integração de RA e aprimoramento da experiência do utilizador. Além disso, trabalhar com dados georreferenciados expandiu a minha compreensão prática, demonstrando as aplicações do mundo real.

Colaboração e Espírito de Equipa:

A metodologia de trabalho enfatizava a colaboração e o trabalho em equipa. Ao trabalhar com outros estagiários, tivemos sessões de brainstorming, partilhamos ideias e resolvemos desafios juntos. Este ambiente colaborativo permitiu que diversas perspectivas e soluções criativas florescessem. Além disso, interagir com especialistas da InfoPortugal enriqueceu o nosso entendimento e nos expôs às complexidades práticas da tecnologia geoespacial. As sessões regulares de feedback e as experiências partilhadas criaram um sentimento de pertença e coesão na equipa.

Desafios e Diversão:

O cerne do projeto residia em abordar a pergunta: Como podemos criar jogos envolventes de RA em mapas em papel, alimentados por dados georreferenciados de POI?

A motivação era a perspectiva de transformar a cartografia com tecnologia de RA, combinando informações digitais com o mundo físico. Ao introduzir elementos de jogos, como pontos e insígnias, em mapas com RA, vislumbramos uma mistura perfeita de exploração e educação, impulsionada pela magia da gamificação.

Objetivos e Metodologia:

Os objetivos da dissertação eram duplos: estudar soluções tecnológicas possíveis e apresentar um protótipo que permitisse interações dinâmicas com mapas físicos de papel, utilizando RA. A metodologia de pesquisa por design science foi empregada para responder às perguntas de pesquisa:

  • PQ1: Como projetar um jogo de RA em mapas de papel?
    • Metodologia: Workshops de co-criação para colaborar, partilhar ideias e criar juntos um jogo de RA exclusivo para mapas de papel. A equipa, com diversas habilidades, aproveitou o processo criativo para desenvolver um design de jogo inovador e envolvente.
  • PQ2: Qual é a melhor tecnologia para suportar um jogo de RA em mapas de papel?
  • PQ3: Como integrar POIs na geração dos níveis do jogo?
    • Metodologia: A abordagem da pesquisa por design science foi usada para desenvolver e refinar iterativamente o protótipo do motor de jogo. Cada ciclo de design trouxe insights valiosos, melhorias e integração contínua da tecnologia selecionada para o jogo de RA, em mapas de papel. A integração de POIs na geração dos níveis do jogo também ocorreu por meio desse processo iterativo, garantindo que a narrativa e a jogabilidade fossem enriquecidas pela eficaz incorporação de informações georreferenciadas.

Conclusão:

O meu estágio na InfoPortugal foi uma oportunidade única de contribuição para o desenvolvimento de um motor de jogo de RA inovador. Ao trabalhar com uma equipa diversificada, e guiado por uma metodologia rigorosa, conseguimos atingir nosso objetivo em unir cartografia e tecnologia de ponta, enriquecendo a exploração da informação geográfica por meio de experiências de jogo imersivas.

Filipe Nogueira

0 comentários

Deixe um Comentário

Quer participar da discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.