Principais vantagens nos levantamentos topográficos com drone

A topografia é uma ciência que trata de fazer medições aos terrenos, de forma a representar com exatidão as distâncias, áreas e volumes.
Habitualmente este tipo de trabalho é executado com aparelho de medição muito precisos, como o caso dos Teodolitos, Níveis, Estações Totais e mais recentemente com recetores GNSS (Global Navigation Satellite Systems). Com estes aparelhos são extraídas medidas chave dos terrenos e que os permite caracterizar planimetricamente e altimetricamente.
Para ser possível caracterizar com grande detalhe uma porção de terreno, teremos de recolher muitos pontos com os aparelhos acima referidos e mesmo assim, a informação que recolhemos é apenas uma amostragem da realidade total dos terrenos.
Os drones surgiram há relativamente pouco tempo, mas desde logo tornaram-se numa ferramenta cada vez mais popular e de imensa utilidade.
Em conjunto com grandes avanços na fotogrametria digital, estas ferramentas, vieram revolucionar a maneira como se obtém e processa informação geográfica com base em fotografia aérea.
Com esta constante evolução do hardware e software associados aos drones e fotogrametria, foram introduzidas novas formas de tratar e analisar dados, que se mostram úteis para diversas áreas científicas.
A fotogrametria é definida como uma ciência a partir da qual se consegue proceder à extração de elementos métricos e semânticos a partir da fotografia e da sua interpretação. Esta pode ser considerada uma parte da Deteção Remota, uma área tradicionalmente ligada à imagem de satélite, mas onde o princípio é o mesmo, adquirir informação de objetos por métodos à distância.
Assim, os drones e fotografia aérea obtida com eles, podemos extrair toda a informação métrica do terreno, com óbvias vantagens em relação à topografia tradicional:

  • Menor tempo de aquisição de dados no terreno;
  • Baixo custo operacional;
  • Facilidade de operação;
  • Maior rapidez na entrega dos produtos finais;
  • Obtenção de dados em zonas de difícil acesso.

Os dados provenientes da fotogrametria são essencialmente para a topografia do terreno, mas também é aplicado em muitas outras áreas como Cartografia, Arquitetura, Cadastro de propriedades, Engenharias, etc. Os produtos resultantes podem ser vetoriais, por exemplo Shapefile ou CAD, ou raster/imagem como os Ortofotos ou Modelos Digitais de Terreno.

Atualmente esta tecnologia está amplamente acessível, contudo o segredo para o sucesso destas novas técnicas prende-se com o know how e a experiência do operador para conseguir fazer um planeamento otimizado dos voos. Desta forma, a formação torna-se essencial para a compreensão do processo fotogramétrico necessário para a extração de informação geográfica através da fotografia aérea. A pensar na partilha de conhecimento, de projetos formativos em parceria com entidades de ensino superior e após vários anos de consultoria especializada na área, criamos a Academia InfoPortugal que vem fornecer formação especializada nas áreas tecnológicas da InfoPortugal.

O “Curso Drone – Iniciação aos Levantamentos Aerofotográficos”, revela-se essencial para perceber a diferença entre os drones existentes e qual se deverá adequar ao tipo de trabalho pretendido. Conheça em detalhe todo o plano formativo aqui ou entre em contacto connosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *