Design Shots: Contexto vs Consistência

A consistência é um fator importante no Design de interfaces e experiência de utilizador, para a criação de padrões visuais que permitem ao utilizador reconhecer e memorizar a interação.

No entanto, acontece frequentemente as pessoas confundirem consistência com coerência, associando ambas à mera repetição de elementos gráficos e estilos, dispostos no mesmo sítio ao longo das diferentes páginas num website ou aplicação mobile, por exemplo. Pensam que o facto de um botão aparecer num sítio, numa determinada página, e aparecer noutro local noutra página é falta de coerência. Contudo, sabemos que cada tipo de página cumpre um determinado objectivo e tem funcionalidades diferentes, o que obrigada a organizar o layout de forma a privilegiar a ação e o conteúdo específico dessa página.

A coerência tem a ver com a criação de um sistema interno de comunicação onde se atribuem estilos consoante a hierarquia da informação e comportamentos mediante as funcionalidades e requisitos do projeto. Estes estilos serão aplicados de forma consistente aos vários elementos gráficos, que serão dispostos num layout estruturado de acordo com determinadas guias ou grelha que organizam o espaço. Estas grelhas são definidas de forma a justificar o posicionamento dos elementos no espaço, ao mesmo tempo que dão origem a layouts flexíveis e dinâmicos para permitir realçar a informação e funcionalidade de cada contexto.

A mensagem, a informação e as funcionalidades de cada página devem ser a prioridade no Design de interfaces, determinando assim um contexto específico com que cada elemento gráfico surge no espaço, bem como a sua configuração visual. Portanto, se privilegiarmos o contexto vamos ter necessariamente páginas diferentes que requerem opções de contexto que, muitas vezes, vêem contrariar a consistência de alguns elementos. Assim, como conseguir coerência entre as diferentes páginas na mesma interface?

O importante é conseguir um equilíbrio entre a consistência dos elementos e as opções de contexto. Desta forma, a coerência em UX/UI Design será mais conseguir que o produto tenha unidade visual, que todas as partes sejam vistas como um todo, em vez de tentar com que todas as páginas e elementos gráficos de um sistema sejam sempre iguais. Podemos ter botões com cor ou formatos diferentes na mesma interface, desde que o seu uso seja coerente com determinado contexto.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *